18/01/2018

Saiba como você pode se tornar uma MEI

Aqui na contabilidade, notamos um aumento de procura por MEIs e resolvemos montar um resumo sobre quem pode e não pode ser MEI – Microempreendedor Individual.
Quem pode ser MEI?
Trabalhadores por conta própria que faturem até R$ 81 mil por ano desde que não sejam sócio, administrador ou titular de outra empresa

Quanto custa?
5% sobre o salário mínimo para o INSS (R$ 47,70) + R$ 1 de ICMS, caso atue no comércio ou na indústria ou + R$ 5 de ISS, caso atue em serviços

A que dá direito?
CNPJ
Acesso a linha de crédito
Emissão de nota fiscal
Aposentadoria por idade
Auxílio-doença
Salário maternidade

APOSENTADORIA COMPARADA
Microempreendedores têm vantagens no recolhimento de impostos

ALÍQUOTAS DE CONTRIBUIÇÃO
MEI: 5% do salário mínimo
Facultativo de baixa renda: 5% do salário mínimo
Plano simplificado de Previdência Social: 11% do salário mínimo
Empregado regular e doméstico: 8%, 9% ou 11%, dependendo da faixa salarial
Contribuinte individual: 20%, cuja incidência varia entre o salário mínimo ao teto do INSS

NOTAS IMPORTANTES SOBRE A MEI
Nunca deixe de recolher mensalmente a guia da MEI, nunca fique sem pagar, como falamos nessa postagem aqui, e aqui, os valores pendentes podem sofrer reajuste e o governo pode transferir os débitos da MEI para o CPF do empresário.

Nota-se um aumento significativo entre as pessoas que abrem uma MEI e não pagam mensalmente a sua contribuição, o déficit acumulado vai de R$ 464,7 bilhões a R$ 608 bilhões em 2015 quando comparado, com base em dados do IBGE de 2014, o rendimento médio mensal do MEI em R$ 2.532 –acima da média geral da população ocupada (R$ 1.632) e dos conta própria (R$ 1.453).


A Let Contábil orienta sempre a seus clientes que mantenham os pagamentos de suas contribuições em dia para que não tenham dor de cabeça futuramente. 
Subir