08 abril 2010

Participação da classe C no país sobe de 45% para 49%

Segundo divulgou o portal da revista Época, a população da classe C, ampliou sua participação no mercado brasileiro, visto que no ano de 2005, essa mesma população ocupava 34% do total. Quem realizou a pesquisa foi o "Observador do Brasil 2009, a pedido de uma financeira de um banco francês.
Esclarecendo, classificam-se em classe c, famílias que ganham em média (mensal) de R$ 1.201,00 para R$ 1.276,00. Analisando do ponto de vista comercial, essa é uma ótima oportunidade para talvez, investir um pouco mais nesse mercado, que hoje é disputadíssimo por grandes empresas.
Antigamente, essa classe era menosprezada e raramente estava no foco de empresas grandes. Mas esse cenário mudou, e isso porque essa população aumentou o seu nível de consumo e também de conhecimento sobre os produtos.
Um exemplo a frisar da disputa por esse consumidor são as empresas de telefonia celular móvel, que não acreditavam que esse consumidor pudesse usar e ter até mais que um aparelho celular. Quando houve o grande "boom" da telefonia móvel, algumas gigantes operadoras tiveram que se adaptar e criar novos moldes para seus negócios.
Novos formatos e estratégias de mercado tiveram que ser formados pois essa classe c, geralmente trabalha como autônomo e usa o celular como ferramenta de trabalho.
Esse assunto, poderia se estender por mais algumas laudas, mas o que queremos mostrar realmente é que essa é uma fatia de mercado que precisa ser analisada mais a fundo pelo empresário. Grandes oportunidades podem ser geradas especificamente para essa classe, basta adaptar seu produto ou formato de negócio para ela.
Subir